3 Formas de Empréstimo para Negativados

Procurando por empréstimo para negativado? Então você está no lugar certo. Aqui vamos te apresentar 3 formas para conseguir um empréstimo mesmo estando negativado. Além disso, vamos te falar sobre cuidados que você deve tomar para não cair em golpes ou se endividar ainda mais.

Veja também:

→ Empréstimos para Negativados: Fique atento à golpes

→ Aprenda a Limpar o seu nome Online

→ Não consegue crédito? Aumente seu Score Serasa

3 Formas de Empréstimo para Negativados

O Brasil possui mais de 62 milhões de pessoas negativadas. Esse número é muito alto, de modo que muitas dessas pessoas não conseguem pagar suas dívidas. Muitas pessoas se envolvem em dívidas com juros muito altos e acabam não conseguindo pagá-las.

Desse modo, conseguir um empréstimo estando negativado acaba tornando uma opção viável para se organizar financeiramente. Se você está envolvido em dívidas com juros altos, como cheque especial ou cartão de crédito, conseguir um empréstimo a juros baixos para renegociar essas dívidas pode ser uma boa opção.

Mas atenção: só faça um empréstimo se você vai ter condições de pagá-lo e se você planejou bem o que fazer com o dinheiro.

Também fique atento à golpes. Nunca faça depósitos antecipados para conseguir um empréstimo. Também pesquise bem sobre a financeira em que você irá conseguir o empréstimo. 

Então vamos ver abaixo 3 formas de se conseguir empréstimos mesmo estando negativado:

1- Empréstimo Consignado

O empréstimo mais famoso e que você provavelmente já ouviu falar. É uma forma de empréstimo em que as parcelas são descontadas diretamente no seu salário ou benefício do INSS. Podem fazer esse tipo de empréstimo assalariados com carteira assinada ou aposentados e pensionistas do INSS. Normalmente, as parcelas não devem ficar em mais de um terço da sua renda total, ou seja, se você recebe 3 mil reais, a parcela do empréstimo não deve ultrapassar mil reais.

Como os bancos possuem uma maior garantia de que irão receber o dinheiro, os juros costumam ser bem mais baixos. Ainda assim, é importante ficar atento e fazer comparações para ver se os juros realmente estão baixos. Existem diversos bancos e financeiras que fornecem esse tipo de empréstimo, assim, sempre compare para conseguir as melhores taxas de juros.

Esse tipo de empréstimo é vantajoso caso você queira sair de outras dívidas com juros maiores, como cartão de crédito ou cheque especial. Além disso, é mais fácil conseguir um empréstimo consignado do que a maioria dos outros tipos de empréstimo.

Como todo empréstimo, você não deve pegar um empréstimo consignado para pagar suas despesas do dia-a-dia. Essa dívida acabará virando uma bola de neve e você irá se endividar cada vez mais. Caso você precise de mais dinheiro para pagar suas despesas mensais, você deve cortar gastos ou tentar aumentar a sua renda ao invés de comprometer o seu salário com um empréstimo consignado. Além disso, evite fazer empréstimos para terceiros, como parentes.

Antes de fazer um empréstimo consignado, verifique se as parcelas não vão comprometer seu orçamento. Também fique atento ao fato de que não tem como adiar o débito no seu salário. Além disso, como é uma dívida de longo prazo, fique atento ao risco de perder o emprego. Caso você perca seu emprego, você deve avisar ao banco ou financeira onde você fez seu empréstimo e fazer uma renegociação. Essa renegociação pode acabar resultando em juros mais altos, então somente faça esse empréstimo em casos bem especiais.

2- Refinanciamento Imobiliário ou de Veículo

Nesse tipo de empréstimo, você coloca um imóvel ou um veículo como garantia para conseguir um empréstimo. Assim, seu bem fica como garantia para o banco caso você não consiga honrar com as parcelas do empréstimo.

A vantagem desse tipo de empréstimo são os juros mais baixos e um valor maior de empréstimo. É possível conseguir até 60% do valor do seu imóvel, por exemplo, de empréstimo. Assim, caso seu imóvel valha 200 mil, por exemplo, você pode conseguir um empréstimo de até 120 mil.

Para conseguir esse tipo de empréstimo, você deve ser proprietário do bem que está disposto a deixar como garantia. Assim, o imóvel ou veículo tem de estar em seu nome e quitado, com todas as devidas documentações em dia.

Além dos juros mais baixos, o tempo para pagar costuma se mais extenso, o que faz com que as parcelas sejam menores. Além, obviamente, de os valores liberados serem maiores. Porém, para conseguir esse tipo de empréstimo, geralmente é necessário comprovar renda, de modo que as parcelas não devem, assim como no empréstimo consignado, comprometer um terço da renda. Esses fatores serão analisados pela instituição bancária no ato do empréstimo.

Parece desnecessário, mas é importante ressaltar: cuidado para não perder o seu bem. Somente faça esse tipo de empréstimo caso tenha certeza de que conseguirá pagar as parcelas, caso contrário você pode perder seu imóvel ou veículo.

3- Penhor

O penhor é uma forma de empréstimo em que você deixa algum objeto de valor como garantia. No Brasil, esse tipo de empréstimo pode ser feito somente pela Caixa Econômica Federal. Você pode deixar como garantia, jóias, pedras preciosas, relógios, canetas de luxo ou pratarias.

As vantagens desse tipo de empréstimo é que os valores podem chegar a 100% do valor do bem penhorado. Além disso, você sai com o dinheiro na hora e também possui juros mais baixos.

Para fazer esse tipo de empréstimo, você deve ir à uma agência da Caixa com seus bens e documentos como RG, CPF e comprovante de residência. Seus bens serão avaliados e você deve definir um prazo para pagar o empréstimo. Depois, você já receberá seu dinheiro. Após quitar o empréstimo, você recebe seu dinheiro de volta. Caso você não pague, você perde o seu bem.

Conclusão

Os empréstimo apresentados aqui são de juros mais baixos e podem ser feitos por negativados. Porém, todos eles tem um ponto em comum: existe algum tipo de garantia para a instituição bancária que você irá pagar as parcelas do empréstimo. Muitas pessoas fazem empréstimos sem pensar muito bem em como pagá-los depois. Assim, planeje e pense muito bem antes de fazer um empréstimo.

Também tome cuidado com promessas muito vantajosas. Caso você não forneça garantias de que irá pagar, os juros costumam ser bem mais altos e os valores liberados menores. Assim, se você se deparar com promessas de valores altos e com baixos juros, sem qualquer tipo de comprovação de renda ou garantia, desconfie. Existem muitos golpes envolvendo empréstimos, então fique atento.