Dívidas: dicas para negociar as suas pendências financeiras!

A ideia de negociar as suas pendências financeiras é assustadora, e nós sabemos disso, mas é fundamental também que seja levada a frente. Sem esse tipo de atitude vai ser puxado chegar a um patamar de tranquilidade econômica real, onde as dívidas não te apavorem e não te tirem oportunidades.

Sim, porque se você está com débitos na praça o seu nome pode acabar sendo “sujo” (ou já está), e isso te fecha portas. Além disso, é muito difícil viver sendo cobrado, procurado e apontado, e é justamente o que as empresas credoras fazem com os seus clientes menos cuidadosos.

De todo modo nós queremos ajudar, e é por essa razão que abaixo vamos te explicar como negociar as suas pendências financeiras tintim por tintim! Veja as nossas dicas e aproveite-as ao máximo, porque vai valer muito a pena!

Descubra de uma vez por todas como negociar as suas pendências financeiras

Negociar as suas pendências financeiras é perfeitamente possível, mas é complicado. A maior parte das empresas joga duro, apesar de querer ser paga, e você não deve ser quem alivia as coisas. Entrar em acordo quando você é o devedor é difícil sim, mas abaixo nós vamos te explicar o que você precisa considerar para esse processo funcionar. Veja as nossas dicas:

  • Saiba para quem você está devendo – Conhecer as empresas com as quais você tem algum tipo de débito e pendência é fundamental, e o melhor: é menos trabalhoso do que talvez você imagine. Tudo que você tem que fazer é entrar no site do Serasa e ver que instituições consultaram ou tentam negativar o seu CPF. A partir daí você já vai ter noção do que fazer;
  • Descubra o quanto você deve – Saber os valores que você está devendo é igualmente necessário, e isso o Serasa não te fornece, mas sim a empresa em questão.

Antes de negociar as suas pendências financeiras você pode entrar em contato de forma bem consciente, perguntando qual o tamanho da dívida e o que a compõe (porque nem tudo é o que você deve originalmente, tem acréscimo de taxas e de juros, sempre;

  • Saiba mais sobre o seu orçamento – Antes de qualquer acordo com uma instituição é fundamental que você sente e faça contas, de cabeça fria. Prometer pagar mundos e fundos para uma empresa sem ter condições vai te colocar em uma situação ainda mais grave, então é sábio que você pare a bola e veja do quanto dispõe depois que pagar as suas contas já fixas, como água, luz, aluguel, celular, etc.

Não deixe de incluir seu lazer e seus prazeres nesse cálculo, porque ainda que eles tenham que ser diminuídos se você se priva demais pode começar a ter ainda mais compulsão por consumir, então se equilibrar é o melhor para evitar problemas e dores de cabeça;

Entenda se é muito demorado fazer esse tipo de negociação

Depende muito. Normalmente as empresas já tem tudo engatilhado para te oferecer planos de pagamento, então se você aceita sem fazer contraproposta tudo vai correr rapidamente. Agora, se você questionar e buscar vantagens no acordo (o que te recomendamos fortemente fazer) vai ser muito mais demorado, mas há mais chances de você chegar a um patamar que seja funcional!

Como dá para perceber negociar as suas pendências financeiras é complexo e trabalhoso sim, mas não é impossível, então siga as nossas dicas e faça acontecer, porque assim vai dar certo e nisso você pode mesmo acreditar! Vamos juntos ajustar as contas e resolver as suas dívidas! Para mais informações clique aqui!